o olho do dono que engorda o gado
Categorias:

O olho do dono: saiba como tirar férias mantendo um bom desempenho da equipe

É o olho do dono que engorda o gado? Esse é um ditado popular bem antigo, mas que ainda se escuta muito no Brasil e em todo mundo nos dias de hoje. Tal fato acontece, pois, o dono de empresa muitas vezes precisa estar presente no dia a dia e ter uma “postura de barriga” no balcão para que o seu negócio consiga prosperar.

Principalmente em pequenas empresas. O dono é o setor financeiro, recursos humanos, vendas, marketing, fazendo um pouco de cada área da empresa. Além de ser multitarefas, ele também é quem mais tem conhecimento técnico sobre o negócio e por isso acaba se destacando independentemente da função que for exercer em seu negócio.

Dificuldades do dono de empresa

Apesar de todo esse esforço e qualidade, ninguém consegue construir uma empresa e ter sucesso se não tiver pessoas ao seu redor e por isso é necessário contratar pessoas, dar treinamento e conseguir monitorar e motivas os funcionários para terem um bom desempenho.

Infelizmente, na maioria das vezes isso não acontece e o que mais se ouve são as frases:

“ É só eu sair da empresa que tudo acontece de errado.”

“ Meu funcionário não atendeu conforme o padrão que estabeleci.”

“ Não é possível que nada funcione sem minha presença.”

“ Quando estou presente tudo acontece certo, basta eu sair que os problemas aparecem.”

“ Recebi uma reclamação de um cliente sobre um mau atendimento.”

Poderíamos lista vários outros exemplos de frases ditas por um dono de empresa. Mas vamos listas a solução para esses problemas.

O que fazer para mudar esse cenário?

Existem diversas possibilidades que podem ser implementadas para diminuir esse cenário na empresa:

1) Contratar um gerente para tomar conta dos funcionários

Sabemos que é difícil encontrar uma pessoa de total confiança, mas em muitas vezes é necessário para fazer o negócio funcionar na ausência do dono da empresa. Mas a pessoa também está sujeita a repetir os mesmos comportamentos dos seus subordinados.

2) Contratar uma consultoria ou uma pessoa especialista em RH

Para auxiliar no dia a dia e treinamento dos funcionários é importante ter um pessoa que cuide das questões relacionadas ao RH. Na maioria das vezes, principalmente em microempresas, é um valor consideravelmente alto e que o empresário não consegue pagar. Mas quando a empresa passa a ter um número considerável de funcionários é muito importante investir em um profissional da área.

3) Chamar alguém para ser sócio do negócio e ficar 100% focado na operação.

Encontrar o sócio ideal nem sempre é uma tarefa fácil, podem existir grandes problemas de relacionamento no processo e acabar prejudicando a empresa. É importante também nesse cenário, entender que com o ganho de unidades da empresa, você não consegue sócios na mesma proporção, o que dificulta também essa alternativa como a ideal para quem quer alcançar voos mais altos.

Apenas o olho do dono é que engorda o gado?

A resposta é sim. Porém, a metodologia de pesquisa chamada Cliente Oculto resolve esse problema e é utilizada nas maiores empresas do Brasil e do mundo. A pesquisa de cliente oculto é quando pessoas avaliam a empresa de forma anônima, se passando por consumidores da marca e vivenciando a experiência de uma forma bem completa e atenta.

A metodologia de cliente oculto

É importante ressaltar que ao contratar uma empresa série de cliente oculto que tenha uma base grande de avaliadores, você irá garantir que a persona que normalmente frequenta seu negócio, será efetivamente quem vai realizar a visita. O que garante maior credibilidade, faz com que seus funcionários não desconfiem do cliente oculto e ele reproduza exatamente a percepção de que o seu público sente. Além disso, o cliente oculto é uma pessoa treinada para observar cada um dos detalhes propostos na avaliação.

Nesse contexto o cliente oculto já dá resultados surpreendentes, porém ele ainda tem maior poder de “olho do dono” quando ele é feito de forma constante e o empresário anuncia para seus funcionários que eles vão ser avaliados constantemente pelos clientes ocultos.

Dessa forma, os funcionários não saberão quem é o cliente oculto e nem que dia eles serão avaliados. Porém eles sabem que qualquer ato falho pode ser identificado e apontado no relatório final que o empresário vai receber da empresa de cliente oculto, o que garante uma sensação de monitoramento constante e que eleva a produtividade da equipe em pelo menos 15%.

Monitoramento recorrente

Quando uma empresa opta por realizar o cliente oculto de forma recorrente, ou seja, realizar avaliações todos os meses, o empresário tem todos os benefícios que ele precisa para gerar o sucesso do seu negócio:

  1. A pesquisa de cliente oculto atua como uma consultoria e um treinamento. Isso porque com o plano de ação apresentado pela empresa de Cliente Oculto, basta repassar para a equipe o que deu de certo o que deu de errado e o que precisa ser feito para melhorar no ciclo seguinte de avaliação.
  2. O dono tem alguém sempre presente que irá falar exatamente o que acontece no dia a dia da empresa e como o cliente está sendo tratado, de forma totalmente verídica e imparcial.
  3. Não é necessário ter nenhum novo sócio na empresa e além disso, não tem nenhum trabalho extra para o dono da empresa, pois o simples fato de realizar a pesquisa de cliente oculto já faz com que sejam constatados os resultados.
  4. É possível abrir novas unidades, pois todas elas podem ser monitoradas constantemente pela empresa de cliente oculto e as avaliações serem feitas de forma escalável.

Mas a dúvida que surge: Qual o valor de um projeto de cliente oculto?

Uma pequena empresa tem orçamento para contratar a pesquisa de forma recorrente?

A resposta para essa pergunta também é “Sim”. Antigamente existiam apenas empresas de cliente oculto focadas em atender grandes companhias, porém a Seu Cliente Oculto conseguiu criar uma metodologia chamada “Cliente Oculto Express” com projetos a partir de R$200,00 por mês. Dessa forma a empresa tem a pesquisa que grandes empresas utilizam, pelo preço que qualquer microempresa consegue pagar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *